Author

Redação

Browsing

 

A Assembleia Legislativa aprovou nesta segunda-feira, 13, voto de congratulações proposto pelo deputado Romanelli (PSB) aos 40 anos de fundação da Sociedade Rural de Maringá (SRM), organizadora da Expoingá (Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá) – que chega a 47ª edição nacional e 24ª edição internacional a partir desta quarta-feira, 15, na cidade de Maringá.

“A Sociedade Rural de Maringá é uma entidade consolidada e representativa porque fomenta o agronegócio, referência na difusão de tecnologias e um importante centro de eventos e serviços durante a realização da Expoingá, gerando oportunidades de negócios e empregos na região de Maringá”, disse Romanelli.

O voto de congratulações será entregue à presidente da SRM, Maria Iraclezia de Araújo, durante a interiorização do legislativo nesta quarta-feira na abertura da feira no Parque de Exposições São Francisco Feio Ribeiro em Maringá. “É muito gratificante desenvolver ações e trabalhar por aquilo que acreditamos e entendemos essencial para o sucesso da nossa atividade. Esta entidade tem um legado de mais de três décadas de contribuição para o agronegócio. Tenho orgulho de fazer parte desta história”, disse Maria de Araújo.

 

A Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá (ExpoIngá), no norte do Paraná, começou na ultima quinta-feira (9) com várias atrações. A fazendinha da Emater é um dos locais que devem atrair mais visitantes.

Nesta edição, a feira deve atrair 550 mil visitantes e movimentar R$ 600 milhões em negócios. A ExpoIngá vai até o dia 19 de maio.

O vice-governador do Paraná, Darci Piana, participou do evento de abertura e registrou o encontro publicando nas redes sociais. “Participei da abertura da 47ª Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá. Importante para o agronegócio, o evento movimenta a economia do Paraná, gera emprego e promove a melhoria da qualidade de vida dos paranaenses”, comentou.

Na agenda de compromissos no interior do Paraná, o vice-governador Darci Piana também esteve em reunião com empresários da cidade e da região na sede da Associação Comercial e Industrial de Maringá (ACIM). “Excelente recepção do presidente da entidade, Michel Felippe Soares com a participação do senador Flávio Arns” destacou Piana.

link da informação
https://www.diarioinduscom.com/expoinga-deve-movimentar-r-600-milhoes-em-negocios/

 

O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta quarta-feira (6) o início das obras de recuperação do Contorno Sul de Maringá, uma das mais aguardadas na região. O investimento de R$ 12 milhões será feito com recursos do Governo do Estado.

Ao assinar a ordem de serviço, Ratinho Junior afirmou que as medidas de contenção de gastos adotadas pelo Governo do Estado viabilizam investimentos em projetos como esse, que melhoram as condições de vida da população. “Já nos primeiros 30 dias fizemos uma série de cortes de despesas para que possamos ter dinheiro para atender demandas como essa, que é fundamental para Maringá”, afirmou.

“Essa é minha primeira liberação de grande porte e se destina a uma obra muito aguardada, porque vai melhorar bastante a infraestrutura de toda a região, se refletirá na melhoria do tráfego, em mais segurança. Hoje a rodovia é perigosa, por causa da falta de manutenção”, disse Ratinho Junior. Maringá é uma mola propulsora do desenvolvimento do Paraná e merece esse investimento.”

MELHORAR – O recurso do Estado foi liberado por meio de convênio da Secretaria da Infraestrutura e Logística e o DER-PR com o município. O trabalho envolve recape, fresagem, recomposição (processo mais profundo que o recape) em trechos mais críticos. O prazo de entrega é de 270 dias. A obra vai assegurar melhores condições de tráfego e também são analisadas melhorias pontuais em pontos de alagamento e programados novos serviços de roçada e manutenção nas margens da via, melhorando a visibilidade de sinalização.

“Atendemos uma demanda de toda a região, o contorno Sul é extremamente importante. É uma rodovia, mas na realidade corta a cidade, em vários bairros”, disse o prefeito Ulisses Maia. Ele destacou que o recurso liberado pelo Estado garante que as obras se iniciam imediatamente.

“Acredito a obra finaliza no máximo em oito meses pois o Estado já liberou os recursos, o processo licitatório já ocorreu e as empresas vão começar a executar a obra agora. A população vai perceber a melhoria chegando imediatamente”, afirmou Maia.

O prefeito enfatizou que as obras de recuperação do Contorno Sul antecedem uma reforma integral e definitiva da via. “Nesse momento faremos o recape completo, toda a malha asfáltica será recuperada e nós estamos trabalhando na elaboração de um projeto definitivo de longo prazo, com duplicação, acostamento, galerias, trincheiras, passarelas”, explicou.

Segundo o secretário municipal de Serviços Públicos, Vagner de Oliveira, a obra de recuperação é uma intervenção ponto a ponto nos 13 quilômetros da via. Para agilizar e simplificar o serviço, duas frentes de trabalho de uma mesma empreiteira atuarão na recuperação do contorno. Também são definidos como será realizado o serviço, levando em consideração o tráfego de veículos.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o secretário de Estado da Infraestrutura, Sandro Alex; o arcebispo de Maringá, dom Anuar Battisti; o presidente da Associação Comercial e Industrial de Maringá (Acim), Michel Felipe Soares; o deputado federal Ricardo Barros; e os deputados estaduais Do Carmo; Soldado Adriano e Cobra Repórter.

BOX
Governador se reúne com empresários na Acim
O governador Carlos Massa Ratinho Junior também se reuniu nesta com empresários da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim) para discutir as demandas do município e região. Ele disse que deverá ser criado um cronograma de investimentos para as obras mais urgentes da malha viária e de saneamento.

O Governo do Estado, a prefeitura de Maringá e a Acim planejam obras de recape e melhoria das rodovias já para os próximos meses. Técnicos da Sanepar também estudam investimentos na cidade para 2019. “Agora é sentar, ver o tamanho da possibilidade de investimento para que possamos atender a cidade de Maringá”, completou Ratinho.

O presidente da Acim, Michel Felippe Soares, citou as obras na fábrica de medicamentos do Instituto Tecnológico do Paraná (Tecpar) em Maringá. “É muito importante essa sinergia da iniciativa privada com o poder público. Esse investimento atende ao masterplan da cidade na área de saúde”, completou.

José Roberto Lourenço Mattos, presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), afirmou que as reivindicações foram pensadas para o ano e para o masterplan da cidade, que são as propostas para 2047, quando Maringá completa 100 anos. “A conquista da reunião é a integração entre o poder público e a sociedade organizada. O que aconteceu hoje é que temos demandas, uma lista de prioridades, e que o governador precisa conhecer”, disse ele.

O prefeito de Maringá Ulisses Maia, atualmente no PDT, está articulando com o governador Ratinho Junior para ficar com o diretório do PSD da cidade canção, mas vem encontrando resistências dentro da própria legenda. O deputado federal eleito Sargento Fahur e o deputado Edmar Arruda também querem ficar com o comando do PSD e resistem a Maia. As informações são do Blog do Tupan.

link nota

Ulisses Maia quer o PSD de Maringá

A governadora do Paraná, Cida Borghetti, repassou mais R$ 32 milhões para Maringá por meio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). Com os recursos, a prefeitura vai instalar mil câmaras de segurança, segundo o prefeito Ulisses Maia.

O acordo foi firmado durante o Encontro Paranaense de Gestores Municipais, promovido pela Associação dos Municípios do Paraná (AMP). “São recursos que vão permitir à prefeitura implantar um amplo monitoramento para auxiliar o trabalho das Polícias Militar e Civil e da Guara Municipal. Investimentos que vão aumentar a vigilância, coibir crimes e assegurar mais segurança a quem vive em Maringá”, disse Cida Borghetti.

“É uma parceria muito importante para implantação do projeto Maringá Cidade Segura, que prevê numa primeira fase a instalação de mil câmeras de vídeo. Será um monitoramento diferenciado, com o que há de mais moderno em tecnologia na questão de segurança”, disse o prefeito Ulisses Maia.

Além de Maringá, o BRDE também repassará recursos para as áreas de segurança pública e cidades inteligentes para Londrina e Paranavaí. Ao todo, serão R$ 100 milhões para projetos nas três cidades.

“Para o BRDE, a parceria é uma forma de aproximar ainda mais a instituição dos municípios, onde vivem as pessoas, e onde o banco pode alavancar investimentos que promovam o desenvolvimento econômico e social, gerando emprego, renda e riquezas”, afirmou o presidente do Banco, Orlando Pessuti.

A Avenorte Avícola, de Cianorte, e a FA Maringá, de Maringá, confirmaram investimentos de R$ 160 milhões no Noroeste do Estado por meio de incentivos do programa Paraná Competitivo. O protocolo foi assinado na sexta-feira (30) pela governadora Cida Borghetti na Associação Comercial e Empresarial de Maringá.

“Com esses investimentos através do programa, as duas empresas vão gerar cerca 2,5 mil empregos diretos e mais de 5 mil indiretos, movimentando a economia do Noroeste e dando melhores condições de vida para os trabalhadores e suas famílias”, disse Cida.

O maior aporte será da Avenorte Avícola, de Cianorte, deve investir R$ 157 milhões no projeto de expansão da sua unidade de abate de aves. Já a FA Maringá, empresa especializada no comércio varejista de artigos de colchoaria, cama, mesa e banho, artigos do vestuário e acessórios, vai investir R$ 3,7 milhões para ampliar seus serviços por meio da plataforma digital.

A governadora Cida Borghetti autorizou nesta sexta-feira (30) a liberação de R$ 37 milhões do Estado para a construção do Centro de Desenvolvimento e Produção de Medicamentos Biológicos do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), em Maringá. A unidade vai produzir seis medicamentos para o Sistema Único de Saúde (SUS), para o tratamento de câncer e de doenças autoimunes.

Cida destacou a importância do investimento para o Paraná e o Brasil. “A unidade vai produzir medicamentos modernos. Abrirá aos pacientes ao SUS de todo o País o acesso a tratamento eficiente e de altíssima qualidade”, afirmou a governadora. “Além disso, a nova unidade coloca o nosso Tecpar em nível com instituições de excelência mundiais”, disse a governadora.

O presidente do Tecpar, Júlio Félix, afirmou que com a liberação dos recursos pelo Governo do Paraná a instituição garante 100% do valor necessário para erguer a nova planta industrial. Segundo ele, o centro já recebeu R$ 164 milhões do Ministério da Saúde para construção e equipamentos.

A unidade será instalada em um terreno doado pela Prefeitura de Maringá ao Tecpar. O edital de licitação dos projetos do centro será lançado nos próximos dias. Felix informou que o edital de projetos ainda não foi lançado porque aguarda orientação do laboratório Roche, que é o parceiro da tecnologia.

“Trata-se de uma produção em uma tecnologia nova, muito mais moderna do que a utilizada, é o que eles estão fazendo de novo na Suíça”, disse Félix. O instituto já assinou os termos de compromisso com o Ministério da Saúde para fornecer ao Sistema Único de Saúde (SUS) seis medicamentos – um deles já está sendo vendido pelo Tecpar ao ministério.

MEDICAMENTOS – Entre os medicamentos que serão produzidos no local, dentro da Plataforma de Biológicos para Doenças Autoimunes, estão os produtos indicados para o tratamento de artrite reumatoide Infliximabe, Adalimumabe e Etanercepte.

Na Plataforma de Biológicos Oncológicos estão os medicamentos indicados para o tratamento de câncer Rituximabe, Bevacizumabe e Trastuzumabe – este último, usado no tratamento de câncer de mama metastático, já está sendo vendido pelo Tecpar ao ministério, significando 100% da demanda de 2018.

PDP – O programa de PDP tem prazo de execução de até 10 anos. Ele começa com aquisição e fornecimento dos medicamentos e, gradativamente, inicia-se o processo industrial, com o envase do produto e formulação. Antes de iniciar a produção, o Tecpar pode comprar os medicamentos de laboratórios estrangeiros parceiros e vender ao Ministério da Saúde. Essa aquisição amplia a oferta dos produtos pelo SUS, reduz o custo e gera recursos para financiar a incorporação da tecnologia por parte do instituto paranaense.

SINTÉTICOS – Outra linha de cuidados do Tecpar está sendo desenvolvida com o Centro de Desenvolvimento e Produção de Medicamentos Sintético, unidade do instituto voltada a medicamentos sintéticos localizado no câmpus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

O instituto investirá, com recursos do Ministério da Saúde, R$ 35,9 milhões para a modernização do centro, que já conta com um laboratório de Controle da Qualidade, de Garantia da Qualidade e Armazenagem/Distribuição.

A unidade de Ponta Grossa terá escala industrial, com capacidade de produção de 200 milhões de comprimidos/ano e 100 milhões de cápsulas/ano, quantidades suficientes para suprir a demanda do Ministério da Saúde com medicamentos definidos como estratégicos pelo Tecpar. Entre os medicamentos para os quais o Tecpar já está selecionado para fornecer ao SUS estão usados no tratamento do câncer de mama, Anastrazol e Letrozol, e para o tratamento de câncer de próstata, Abiraterona.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade os secretários da Fazenda, José Luiz Bovo; e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Décio Sperandio; os presidentes da Sanepar, Ricardo Soavinski; do Instituto Fundepar, José Roberto Ruiz; do IAP, Luiz Carlos Manzato; da Acim, Michel Felipe Soares; e da Amusep, André Luiz Bovo; o reitor da UEM, Júlio Damasceno; a comandante-geral da PM, coronel Audilene Dias Rocha; o chefe do Estado-maior da PM, Antonio Zanatta; o deputado federal Ricardo Barros e os deputados estaduais Tiago Amaral e Jonas Guimarães.

A região Noroeste do Paraná conta com mais uma unidade da Polícia Militar para atender a comunidade local. A governadora Cida Borghetti instalou nesta sexta-feira (30) a 9ª Companhia Independente da PM, com sede na cidade de Colorado. A estrutura vai atender 13 municípios da região.

“A companhia terá autonomia plena para realizar seu trabalho preventivo e ostensivo. O Governo do Estado está dando condições para que esses homens e mulheres desempenhem cada vez melhor o seu trabalho”, disse a governadora.

Cida fez um balanço dos principais avanços na área de segurança pública ao longo dos oito meses de governo. Citou a promoção de 1,4 mil praças (700 em agosto e 700 em dezembro), o pagamento de promoções e progressões aos servidores públicos que somam mais de R$ 200 milhões, a recente entrega de 166 viaturas para a Polícia Militar e a integração das forças de segurança. “O Governo do Estado se tornou proativo para atender de forma integral a segurança pública”, afirmou. Ela ressaltou ainda a aquisição de coletes balísticos que serão entregues no próximo mês.

A criação da Companhia Independente é um anseio da comunidade do Noroeste. Até então Colorado sediava a 2ª Companhia do 4º Batalhão da PM (sede Maringá) e agora como Companhia Independente passa a ter sede efetivos próprios.

Por hora, o efetivo é de 90 policiais, mas já há estudo para aumentar o efetivo militar, garantiu a comandante geral da PM, coronel Audilene Dias Rocha. “O efetivo será ampliado gradativamente, assim como os recursos próprios”, disse.

Ela disse que a instalação da companhia faz parte da série de novas unidades criadas por decretos da governadora no dia 12 de novembro, durante a sétima reunião de integração das Forças de Segurança, no Palácio Iguaçu.

A 1ª Companhia Independente de PM da Lapa, na Região Metropolitana de Curitiba, foi elevada para 28º Batalhão da PM. O novo Batalhão teve aumento na área de atuação, com maior efetivo e mais equipamentos. Além da Lapa, a unidade vai atender Campo do Tenente, Piên, Quitandinha, Contenda, Rio Negro, Porto Amazonas e Palmeira. Cida autorizou ainda a criação de três novas companhias da PM: na Lapa, em Rio Negro e em Palmeira.

COLORADO – A unidade atenderá os municípios de Colorado, Itaguajé, Santa Inês, Santo Inácio, Santa Fé, Lobato, Nossa Senhora das Graças, Munhoz de Mello, Ângulo, Flórida, Astorga, Iguaraçu e Pitangueiras. Com isso, o 4º Batalhão terá uma readequação de área de atuação para reforçar as ações de segurança pública e passa a atender as cidades de Maringá, Itambé, Marialva, Floresta, Mandaguari, Paiçandu, Doutor Camargo, Ivatuba, Mandaguaçu, Ourizona, São Jorge do Ivaí e Sarandi.

O prefeito de Colorado, Marcos José de Mello, afirmou que a companhia vai mudar o conceito de segurança pública na cidade. Segurando ele, como o município está na divisa com Mato Grosso do Sul e São Paulo muitos problemas de segurança dos estados vizinhos, principalmente de São Paulo, acabam atingindo a cidade.

“Estamos presenciando a transformação da realidade de Colorado e região. A companhia terá mais presença em nossa região e principalmente em Colorado, que sofre com as consequências do entorno dos presídios do estado vizinho”, disse.

POLÍCIA RODOVIÁRIA – A governadora também anunciou a publicação em diário oficial da licitação para aquisição de 70 viaturas para a polícia rodoviária estadual.